Texto Maior
Texto Maior
Texto Maior
Texto Menor
Texto Menor
Texto Normal
Texto Normal
Contraste
Contraste
Libras
Libras
Vlibras

O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Acesso à informação
Acesso à informação

Boa Esperança do Sul, Domingo, 24 de Janeiro de 2021 Telefone (16) 3326-4020

Atendimento Atendimento: De Segunda a Sexta das 08h às 11h e das 13h às 16h

Sáb
23/01
33 °C
19 °C
Índice UV
13.0
Domi
24/01
33 °C
21 °C
Índice UV
13.0
Segu
25/01
33 °C
20 °C
Índice UV
13.0
Ter
26/01
33 °C
20 °C
Índice UV
13.0

Administração - Terça-feira, 05 de Janeiro de 2021

Notícias por Categoria

A Prefeitura Municipal de Boa Esperança do Sul, lamenta a perda de José Carlos Silveira Braga, o Brandãozinho


A Prefeitura Municipal de Boa Esperança do Sul, lamenta a perda de José Carlos Silveira Braga, o Brandãozinho

A Prefeitura Municipal de Boa Esperança do Sul, recebe com imensa tristeza a informação da morte do nosso querido boaesperancense José Carlos Silveira Braga, o Brandãozinho. 

Zezé, como era conhecido aqui em sua terra natal, morreu de causas naturais. Ele nasceu em 24 de janeiro de 1930 e teve uma carreira gloriosa no futebol. 

Foi ídolo do Palmeiras e até então o único jogador vivo que participou do título da Copa Rio de 1951 do Palestra, que muitos consideram o primeiro campeonato mundial interclubes. Brandãozinho jogou ainda no Jabaquara, Santos e no futebol francês, aonde atuou no Monaco e no Nice. 

Ele também jogou na inauguração do Estádio do Maracanã, em 1950, pela seleção paulista, que venceu os cariocas por 3 a 1, de virada.

Boa Esperança era sempre assunto de suas conversas. Seu orgulho em nascer aqui transparecia em cada entrevista. Apesar de morar em Santos, suas visitas a terra natal eram constantes e sempre foi uma grande referência para todos, não só no esporte, em que é notório exemplo de dedicação e sucesso, mas também em sua vida pessoal.

Brandãozinho era conhecido por sua humildade. Era avesso a entrevistas justamente porque não gostava de falar muito dele mesmo. Não fosse sua esposa, Suzane, quase todo o acervo pessoal dele teria se perdido no tempo.

Nesse dia de enorme tristeza para o futebol, para o esporte e, claro, para todos os boaesperancenses, a Prefeitura Municipal de Boa Esperança do Sul manifesta os mais sinceros sentimentos a todos os seus familiares e amigos. Que Deus o receba de braços abertos. Que seu exemplo de honradez e amor ao esporte se perpetue em nossos corações e inspire crianças e jovens a seguirem o seu legado.

FacebookTwitterWhatsAppImprimir

Voltar para a listagem de notícias

122 anos de história

CALENDÁRIO DE EVENTOS

ACOMPANHE-NOS

UNIDADES FISCAIS

Fique por dentro dos índices - ver todas

Nenhuma unidade fiscal cadastrada no momento!